Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos

brasil 64: 50 anos depois

brasil64-50anos web 

- dias 28 e 29 de maio de 2014 / 02 e 04 de junho de 2014 - Depois de 50 anos, a ditadura ressoa como um período divisor de águas em nossa história recente. Tornou-se sinônimo de arbitrariedades, truculência, politicas desenvolvimentistas e, fundamentalmente, imposição de uma ordem política e institucional caracterizada pela exceção. Uma lacuna que se estendeu por 20 anos, turvando um debate político em florescimento entre diferentes forças e expressões da sociedade brasileira que, naquele momento, emergiam e buscavam se representar, tendo como agenda comum a discussão e revisão de concepções de "Brasis", manifestos enquanto anseios por um ideal de país.

O IAU-USP promove nos dias 28 e 29 de maio e 02 e 04 de junho, um ciclo de debates sobre esse período que ainda se faz sentir em nossa sociedade. Rever, avaliar, rememorar este legado auxilia a compreender não só nosso passado recente, mas também a construção de nosso presente e a necessária luta contra a impunidade, a arbitrariedade, a abolição de qualquer princípio de discussão e de construção coletiva.

Local: USP São Carlos, Campus 01 - Anfiteatro Jorge Caron e "Palquinho" do CAASO
Realização: Comissão de Cultura e Extensão (CCEx) - Instituto de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (IAU_USP)
Apoio: CAASO-USP e SAAU

Programação:

28 de Maio, 4ª f, 19h - Exibição de Documentário Verdade 12.528 - Direção e produção: Paula Sacchetta e Peu Robles - Auditório Jorge Caron*
29 de Maio, 5ª f, 19h - Wolfgang Leo Maar - Auditório Jorge Caron*
02 de Junho, 2ª f, 19h - Paulo Eduardo Arantes - Palquinho do CAASO*
04 de Junho, 4ª f, 19h - Olgária Chain Féres Matos - Auditório Jorge Caron* 

* Local: USP São Carlos - Campus 01

Sobre os palestrantes:

Paula Sacchetta e Peu Robles, dupla de jovens cineastas que se dedicam a investigar e contar histórias. Dirigem e produzem trabalhos de registro e resgate da memória, como o documentário Verdade: 12.528, que será exibido nesse ciclo de debates com a participação dos autores.

Wolfgang Leo Maar, professor titular da UFSCar onde leciona desde 1979. Pesquisador Colaborador do CENEDIC-USP, com experiência na área de Filosofia e Teoria Política, com ênfase em História da Filosofia Contemporânea.

Paulo Arantes, filósofo e professor aposentado do Departamento de Filosofia da USP, onde lecionou entre 1968-1998. Pesquisador do Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania - CENEDIC. Publicou, entre outros, Ressentimento da dialética (1996), Extinção (2007) e o Novo Tempo do Mundo (2014). Sua última obra terá uma noite de autógrafos após a palestra.

Olgária Matos, professora titular do Departamento de Filosofia da USP e professora da UNIFESP. Entre suas obras, destacam-se: Os arcanos do inteiramente outro (1984), Discretas esperanças: reflexões filosóficas sobre o mundo contemporâneo (2006) e Contemporaneidades (2009).

cartaz do evento