Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos

Após Prêmio CAPES, tese do IAU-USP leva novamente o ANPARQ

premioanparq2014  web

- Em menos de um mês, uma tese de doutorado defendida junto ao Programa de Pós-Graduação do Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU) da USP São Carlos foi agraciada com um segundo importante prêmio nacional. Após ganhar o Prêmio Capes na área de Arquitetura e Urbanismo, o trabalho de Renata Campello Cabral foi agora agraciado como a melhor tese pela Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (ANPARQ).

A láurea foi recebida, em nome da aluna, na última segunda-feira (20), em São Paulo, pelo diretor do IAU-USP, Carlos Ferreira Martins. Intitulada "A noção de 'ambiente' em Gustavo Giovannoni e as leis de tutela do patrimônio cultural na Itália", a tese de Renata Cabral foi orientada no Instituto pelo pesquisador Carlos Roberto Monteiro de Andrade.

A jovem doutora reforçou o significado em receber essa nova premiação por uma tese desenvolvida e defendida no IAU, onde ela também realizou seu mestrado. "Minha formação se deve em grande parte ao grupo de professores que compõem ou passaram por este Instituto, a quem sou enormemente grata pelo aprendizado e pelo exemplo de competência e paixão pela pesquisa. O sentimento é, a exemplo do prêmio anterior, de enorme alegria", relata Renata Cabral.

Martins destaca que em três edições do bienal Prêmio ANPARQ, teses defendidas no Programa de Pós-Graduação do IAU-USP foram escolhidas como as melhores em 2010 e 2014, entre tantos ótimos trabalhos de dezenas de pós-graduações existentes no país. "Há quatro anos Marcelo Suzuki ganhou o prêmio, com tese sobre Lina Bo Bardi e Lúcio Costa, orientada por mim. Agora foi a vez da Renata. Este novo reconhecimento vem se somar a outros prêmios, nacionais e internacionais, obtidos por trabalhos defendidos no nosso Instituto. Isso reafirma a vocação de um centro de excelência na pesquisa da área e, neste caso específico, reitero o acerto de uma política de cooperação com grandes centros internacionais", ressaltar o diretor do IAU.

Segundo Renata, o tema da conservação do patrimônio urbano encontra, nesta tese, aspectos de sua gênese legal na Itália. Nela, são abordadas as contribuições do influente engenheiro Gustavo Giovannoni para a ampliação da tutela, em seu país, para além daquela voltada ao 'monumento' isolado, assim como para a introdução, em lei, de instrumentos importantes para o campo da conservação urbana, como a figura do 'plano'. "Giovannoni participou da redação de leis voltadas à proteção das 'belezas naturais' e 'panorâmicas' [1922 e 1939] e influenciou indiretamente parte do conteúdo da lei sobre a Tutela das Coisas de Interesse Artístico e Histórico [1939] e da lei urbanística [1942]", resume ela.

O Prêmio concedido pela ANPARQ, entidade criada em 2004, visa estimular, apoiar e incentivar atividades inerentes à formação, à pesquisa, à cultura e ao desenvolvimento cultural e tecnológico da área de Arquitetura e Urbanismo. A entidade realiza bienalmente o Encontro Nacional da ANPARQ (ENANPARQ), ocorrido nesta semana em sua terceira edição, quando foram anunciados os prêmios para as seis categorias concorrentes: Tese, Dissertação, Livro (texto integral), Livro (coletânea), Capítulo de Livro, Artigo em Periódicos.