Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos

Pesquisador e cientista explicita a importância atual e perene do desenvolvimento científico

 tundisi web

_ Nestes tempos difíceis e complexos de pandemia, alem da dedicação intensa dos profissionais da saúde, médicos, enfermeiros e técnicos, há um outro contingente de pesquisadores cientistas e infectologistas que tem se destacado no Brasil nesta crise.

O Brasil sempre teve uma tradição exemplar e expressiva de sanitaristas e infectologistas reconhecida internacionalmente. A este grupo de profissionais, junta-se agora um conjunto de especialistas em genética, bioquímica, biofísica, física, química, altamente qualificado e com reputação internacional devida a excelência de suas pesquisas.

Portanto alem dos mecanismos e providencias para a prevenção, destacados pelos profissionais da saúde, as pesquisas sobre o coronavírus avançam em muitos laboratórios do Brasil.Para isto tem contribuído também a participação dos cientistas brasileiros em redes internacionais o que tem ampliado a troca de experiências e informações cientificas e de tecnologia aplicadas ao problema. A participação nestas redes de alta qualificação, é um importante requisito para acelerar a solução do problema. Não há mais duvidas que a resolução dos problemas do coronavírus (prevenção, tratamento, vacinas e recuperação dos pacientes) virá pela atuação dos cientistas. E a colaboração destes profissionais com os profissionais da área de saúde tem proporcionado avanços no conhecimento de uma doença inteiramente desconhecida do ponto de vista cientifico, e medico e até mesmo de saúde publica.

Uma outra evidencia da ação decisiva dos cientistas brasileiros foi o seqüenciamento do genoma do coronavírus em apenas dois dias o que mostra o alto grau de preparo profissional para execução deste trabalho.

Apesar das dificuldades, há laboratórios bem equipados e preparados, para o trabalho de pesquisa graças aos esforços dedicados dos cientistas brasileiros nas diferentes áreas envolvidas.

E importante destacar também que os grandes laboratórios de referência como o FIOCRUZ,EVANDRO CHAGAS e ADOLFO LUTZ , situados estrategicamente em diferentes regiões geográficas do Brasil, contam com a parceria e efetiva colaboração das Universidades e Institutos de Pesquisa locais formando uma poderosa associação com aplicações de inestimável valor para a procura de soluções.

Esta atuação relevante e fundamental, sem sombra de duvida, deveria sensibilizar o atual governo para um apoio decisivo a Ciência no Brasil. O Brasil só poderá se desenvolver de forma consistente e sustentável se um apoio decisivo do governo à atividade cientifica for permanente e voltado para o desenvolvimento científico, inovação, e a formação de especialistas nas varias áreas especialmente aquelas essenciais para a sustentabilidade, a saúde publica e a qualidade de vida da população. Ciência gera desenvolvimento o que está comprovado por todos os países desenvolvidos do Planeta.

Neste sentido vale a pena recordar as imortais palavras da filantropa americana Mary Woodward Lasker ( 1900-1994) tão atuais hoje, como na época( 1946) em que ao se dirigir ao congresso americano sobre a importância do apoio do governo americano à pesquisa afirmou ¨Se você pensa que a pesquisa é cara, experimente a doença¨.

È o que estamos assistindo no Brasil com os milhões de reais que estão sendo gastos com a pandemia. Colocar a Ciência como prioritária na Agenda Nacional, é, portanto, fundamental e urgente. A atuação meritória e estratégica dos cientistas brasileiros nesta catástrofe pandêmica, tem mostrado o caminho a seguir e que será relevante em muitas áreas no futuro próximo.

Jose Galizia Tundisi
Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências
Ex presidente do CNPq(1995-1998)
Professor Titular Da Universidade Feevale, Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul.
Atual Secretario de Meio Ambiente, Ciencia Tecnologia e Inovação da Prefeitura Municipal de São Carlos

crédito da imagem: http://www.abc.org.br/membro/jose-galizia-tundisi/